WIP e Qualidade

Muita gente entende que trabalhar com #kanban é limitar WIP. Não é bem assim. O objetivo de um sistema #kanban não é limitar o WIP. O objetivo é melhorar o fluxo de valor de forma que WIP baixo seja possível. Limitar o WIP é um, dentre vários, estressor para fazer o sistema fluir. O #KMM mapeia muitas outras práticas, cerca de 150, para que você possa fazer o sistema fluir.

No #Kanban, limitar o WIP e manter o fluxo são fatores estressantes. Deve haver um mecanismo de reflexão em vigor para que o estresse leve a um ato de liderança que possa resultar em um sistema mais adequado para o propósito de agregar valor. De novo, o componente quadro, de um sistema Kanban, não irá resolver seu problema. Irá simplesmente evidenciá-lo. É reponsabilide sua, enquanto lider, resolver o problema.

Eu posso concordar que limitar WIP não é o propósito de um sistema #Kanban. Mas é o limite do WIP que cria uma restrição e que realmente permite que exista o fluxo. Funciona como uma alavanca. Reduzir o WIP pode não ser o resultado final desejado. Seu valor está trazendo fins que “importam” intrinsecamente, como maior capacidade de resposta às mudanças nas condições do mercado.

Imagine a água. Se você apenas derramar em algum lugar, ele espirra aleatoriamente. Se você fornecer uma restrição = uma mangueira, ela fluirá.

O mesmo com valor.

Coloque desta maneira: se sua empresa de alguma forma ganhou mais dinheiro aumentando o WIP, o que você acha que eles gostariam que você fizesse?

Logo, limitar o WIP, tem seus prós e contras. Sempre é e será um tradeoff.

Desta forma, tenha em mente que:

As restrições WIP são poderosas, mas elas não resolvem todos os nossos problemas.

As restrições WIP não garantem a seleção de um ponto operacional de alto rendimento.

As restrições de WIP não impedem o acúmulo gradual de variações nas etapas concatenadas do processo. As restrições de WIP não garantem que estamos processando o trabalho na sequência economicamente ideal.

Precisamos de ferramentas adicionais para resolver esses problemas.

Vários são os benefícios de se limitar o WIP em um sistema de trabalho utilizando Kanban. Um destes benefícios é a melhoria da qualidade.

E porque isto acontece?

Dentre os motivos principais, o que mais se destaca, é a questão da multitarefa. Trabalhar com várias tarefas “ao mesmo” tempo, reduz drasticamente a produtividade e, consequentemente, a qualidade.

Larry Maccherone, neste link (https://goo.gl/vTwibs) mostra que, quanto menor o WIP, melhor é qualidade.

wip_qualidade

Equipes com WIP baixo podem chegar a ter um índice de quatro vezes melhor de qualidade com duas vezes mais rápido ao atender o time to Market.

A troca de contexto pode afetar muito a qualidade do software. Para Don REINERTSEN, esta troca de contexto pode causar uma produtividade 30% menor, considerando somente duas tarefas.

troca_contexto

(REINERTSEN, Donald; BELLINSON, Tom. The principles of product development flow: second generation lean product development. 2014.),

Em suma, SÓ limitar o WIP não é solução para a gestão de fluxo.

Não vai fazer com que o cliente seja atendido em sua demanda.

Não irá fazer com que o seu negócio se torne ágil.

Logo, verifique os limites de WIP do seu quadro Kanban.

Avalie, ajuste, meça e evolua. Este é um dos grandes benefícios das métricas de gestão de fluxo.

É um começo.

Mas não é o fim.

Mas, o que mais precisa?

Até mais!

Reinertsten, D. G. (2009). The principles of product development flow: second generation lean product development. Celeritas.

Anderson, D. J. (2012). Lessons in agile management: on the road to Kanban. Blue Hole Press.

Anderson, D. J. (2010). Kanban: successful evolutionary change for your technology business. Blue Hole Press.

About The Author

Rodrigo Almeida de Oliveira

Accredited Kanban University Trainer (AKT), Kanban Coach Professional (KCP) and PMP®, Rodrigo Almeida de Oliveira has been working in the IT area for over 20 years and has solid experience in project management and software factories, working with agile approaches by more than 5 years. Rodrigo also has a master's degree in Engineering and Process and Systems Management, with emphasis on process improvement and optimization and quality through agile methods.

Deixe sua opinião!

Leave A Response

* Denotes Required Field